quarta-feira, janeiro 26, 2005

EDUCAÇÃO AMBIENTAL

Visita orientada no Ponto Org. AGENDE COM SUA ESCOLA! Veja na mídia (Para voltar do link, clique na seta no canto esquerdo do monitor). l Todo SÁBADO um delicioso café da manhã natural com uma biblioteca ecológica a disposição para pesquisas educacionais e ponto de coleta de óleo de cozinha para reciclagem.

- NO PONTO ORG de 9 às 16h

Um comentário:

Gilberto Carlos disse...

O amor que nunca fiz

O amor que nunca fiz
tinha cheiros de pecados
tinha um monte
de carinhos guardados
tinha início
com simples beijos
que terminava envolto
em milhões de desejos

O amor que eu nunca fiz
era criança
era alucinado
e acalorado
era cheio
de esperança
Depois
virou adolescente
e carente
mais tarde
um senhor triste
e empalhado
escondido
dentro do passado

O amor que eu nunca fiz
tinha cheiro
de jasmim
a cor da aurora
e perfume de alecrim
Teria sido
um instante de glória
talvez o começo
de uma história
Chamava por mim
Sempre foi assim
No silêncio
da madrugada
Em alguma hora
encantada
Quente e louco
Perturbado
e indisciplinado
ele era a fantasia
da alegria
escondido
atrás da agonia
Era medroso
cheio de angústias
partículas de tormento
Cheio de instantes
e momentos

O amor que eu nunca fiz
me chamava
me enfeitiçava
tentava me levar
ao final da estrada
mas minha fuga
sempre foi alucinada
Fuga de lágrimas
sem palavras

O amor que eu nunca fiz
era gelado
Frio e molhado
Doce e açucarado
Fugitivo e enraizado
Seco e atormentado
Imperfeito e arruinado

O amor que eu nunca fiz
me deixou marcas
por toda parte
por cada pedaço
do meu corpo
nos lábios
e no rosto
no peito
e na emoção
na saudade
e no coração
ficou um vácuo
uma ilusão
uma estranha sensação

O amor que eu nunca fiz
ainda me atormenta
ainda me alimenta
ainda não se satisfaz
ainda não é capaz

O amor que eu nunca fiz
de certa forma
eu já fiz
Quando olhei
nos seus olhos
Quando beijei
a sua boca
Quando fiquei
completamente louco
Quando nas noites de verão
peguei na sua mão
Quando o seu corpo
encostou no meu
e enlouquecido
eu quis o seu

O amor que eu nunca fiz
abriu-me uma porta
Iniciou uma história
de derrota e de glória
De despedida e de partida
de amizade sofrida
de paixão, amor e dor

O amorque jamais fiz
foi o nosso peso
Foi a nossa medida
A nossa dívida
e o nosso pesadelo
Foi o nosso desespero
e ficou sendo também
o nosso segredo

O amor que eu nunca fiz
foi justamente
de todos
o que eu jamais quis

By Maha®©